INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Corrupção: Lista da UTC reúne políticos do PT ao PSDB

Lista da UTC reúne políticos do PT ao PSDB; confira os nomes



De acordo com a revista Veja, Ricardo Pessoa citou 18 políticos que receberam como doação eleitoral dinheiro desviado do esquema de corrupção na Petrobras
Dinheiro desviado por empresa na Petrobras abasteceu 18 campanhas políticas, segundo Ricardo Pessoa
Em sua delação premiada, o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, apontou 18 nomes de seis partidos políticos (confira a lista abaixo) como beneficiários de doações feitas a partir de dinheiro desviado pela empreiteira no esquema do petrolão. A lista reúne nomes dos governistas PT, PTB, PMDB e PP e dos oposicionistas PSDB e PSB. Segundo a revista Veja, o empreiteiro disse que recursos de origem ilícita foram repassados por sua empresa a diversas campanhas políticas, como a da presidente Dilma, em 2014, e a do ex-presidente, em 2006.
A relação de beneficiários também inclui um dos principais nomes da oposição, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), candidato a vice de Aécio Neves (PSDB) na eleição presidencial do ano passado. O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) é outro oposicionista mencionado.
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT) e os senadores Ciro Nogueira (PP-PI), Edison Lobão (PMDB-MA) e Fernando Collor (PTB-AL) também são apontados por Ricardo Pessoa como beneficiários de doação feita pela UTC a partir de dinheiro obtido de maneira ilícita. Pessoa é considerado o “chefe” do “clube dos empreiteiros”, grupo de empresas que, segundo os investigadores, atuava como cartel na Petrobras.“Nos últimos meses, Pessoa pressionou os detentores do poder – por meio de bilhetes escritos a mão – a ajudá-lo a sair da cadeia e livrá-lo de uma condenação pesada. Ao mesmo tempo, começou a negociar com as autoridades um acordo de delação premiada”, diz trecho da reportagem deVeja.
Na semana passada, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), homologou o acordo de colaboração entre o empresário e os procuradores. De acordo com a revista, que teve acesso aos depoimentos prestados pelo empresário, Ricardo Pessoa descreveu como financiou campanhas à margem da lei e distribuiu propinas. Pela delação premiada, o acusado colabora com as investigações em troca da possibilidade de redução da pena. Mas, para que isso ocorra, é preciso que os fatos denunciados por ele sejam confirmados ao longo do processo.
Confira abaixo a relação dos políticos citados pelo delator, segundo Veja:
A lista dos favorecidos
Valores (em R$)
Campanha de Dilma em 20147,5 milhões
Campanha de Lula em 20062,4 milhões
Ministro Edinho Silva (PT)*
Ministro Aloizio Mercadante (PT)250 mil
Senador Fernando Collor (PTB)20 milhões
Senador Edison Lobão (PMDB)1 milhão
Senador Gim Argello (PTB)5 milhões
Senador Ciro Nogueira (PP)2 milhões
Senador Aloysio Nunes (PSDB)200 mil
Senador Benedito de Lira (PP)400 mil
Deputado José de Fillipi (PT)750 mil
Deputado Arthur Lira (PP)1 milhão
Deputado Júlio Delgado (PSB)150 mil
Deputado Dudu da Fonte (PP)300 mil
Prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT)2,6 milhões
O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto15 milhões
O ex-ministro José Dirceu3,2 milhões
O ex-presidente da Transpetro Sergio Machado1 milhão
* Como tesoureiro, arrecadou dinheiro para a campanha de Dilma de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário