INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Prefeito de Conceição do Coite segue com filhos em escola pública após três anos

Prefeito baiano segue com filhos em escola pública após três anos: “Deveria ser lei”
Francisco de Assis (PT) é prefeito da cidade de Conceição do Coité



Prefeito acompanhado de seus filhos (Foto: Divulgação

Como informado em janeiro de 2014 pelo VN, o prefeito de Conceição do Coité, Francisco de Assis (PT), surpreendeu a população da cidade e resolveu matricular os dois filhos na rede pública municipal de ensino, atitude que a grande maioria dos gestores públicos não pensam em tomar.
Em entrevista ao Varela Notícias nesta quarta (16), o prefeito disse que três anos após o ato, seus filhos, Alice Carneiro dos Santos e Luis Carneiro dos Santos, seguem estudando na rede municipal de ensino e cobrou que outros gestores, além dos próprios professores, sigam esse exemplo. Francisco de Assis ainda opinou que isso deveria ser lei.
“Em nenhum momento eu me arrependi da minha decisão. Achei que tomei a decisão correta, não me caberia uma outra, uma vez que sou gestor do ensino público municipal, tenho que dar o exemplo. Tenho que ser o primeiro a acreditar na educação que está sob minha responsabilidade”, disse.
“Deveria ser obrigatório. Não só os gestores, mas como os professores de escola pública. Tinha que ser uma obrigação moral. Porque se não eles estão passando a mensagem de que não confiam na educação que eles próprios desenvolvem”, acrescentou.
PublicidadeO prefeito completou afirmando que a educação do município se desenvolveu nos últimos anos e já pratica o que os professores municipais, em Salvador, estão cobrando: a lei que separa um tempo de carga horário do profissional para atividades complementares.
“Nunca houve na história do município um cuidado tão grande com a educação. Tenho 48 escolas com o Mais Educação, eram 3 quando eu entrei. Aqui os professores o ano passado trabalharam 60% da carga horária e tinham 40% pra atividade complementar, como correção de provas, por exemplo. Todos têm salários em dias, todos os direitos trabalhistas, as escolas todas passaram por um processo de adequação. Eu acredito que a educação aqui está bem cuidada, mas as conseqüências virão de médio a longo prazo”, concluiu.
O filho Luis Carneiro tem 11 anos e estuda na Escola João Carneiro, enquanto Alice, de seis, estuda na escola José Lopes Araújo.
FONTE: VARELA NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário