INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

sábado, 25 de março de 2017

Cinco deputados estaduais tentam Congresso em 2018

Pelo menos cinco deputados estaduais tentam Congresso em 2018

Há ainda aqueles que, atualmente em Brasília, cogitam trocar a Câmara pela Assembleia Legislativa, entre eles Roberto Britto (PP) e Irmão Lázaro (PSC)



Com a indefinição sobre o sistema de lista fechada para as eleições de 2018 e ainda a um ano e meio do pleito, até o momento poucos deputados estaduais baianos já se movimentam ou demonstraram interesse em disputar uma cadeira na Câmara Federal.
Conforme apurou o bahia.ba, cinco parlamentares da Assembleia Legislativa pretendem concorrer a deputado federal. São eles: o ex-presidente da Casa, Marcelo Nilo (PSL), o líder da oposição, Leur Lomanto Jr (PMDB), Pastor Sargento Isidório (PDT), Adolfo Viana (PSDB) e possivelmente Pablo Barrozo (DEM).
O atual presidente da AL-BA, Ângelo Coronel (PSD), poderia engrossar a lista dos candidatos ao Congresso, já que tem o desejo de lançar o filho Diego Coronel postulante a estadual, no entanto, ele tem dito reiteradas vezes que não disputará nenhum cargo no próximo ano.
Movimento inverso – Há ainda aqueles que, atualmente em Brasília, cogitam concorrer a deputado estadual, entre eles Roberto Britto (PP) e Irmão Lázaro (PSC), que já externou seu desejo em voltar a ter um contato mais direto com suas bases eleitorais.
Lista fechada – Relator da reforma política na Câmara Federal, o deputado Vicente Cândido (PT) é favorável à adoção do sistema de lista fechada a partir de 2018.
Conforme levantamento feito pelo Estado de S. Paulo, porém, a maioria dos deputados que integram o colegiado é contrária. Pelo sistema proposto pelo relator, o eleitor vota no partido e não diretamente nos candidatos, como acontece atualmente.
A legenda com o maior número de votos conseguirá a maior quantidade de cadeiras na Câmara. Caberá às siglas decidirem os primeiros nomes da lista, ou seja, aqueles com mais chance de se eleger.

FONTE: BAHIA.BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário