INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Caciques do Democratas, PSDB e PMDB baiano receberam propina na lavajato



ESSA É A REALIDADE DO BRASIL, ISSO NÃO É ALIANÇA POLITICA ISSO É FORMAÇÃO DE QUADRILHA!

Paladinos da moral e dos bons costumes, que se diziam combatentes da corrupção, na verdade são os senhores da Maracutaia.

A lista da Odebrecht não deixa dúvidas: DEM, PSDB E PMDB JAMAIS!

#FORATEMER

ACM Neto, o “Anão”, recebeu R$ 1,8 milhão em dinheiro para caixa 2, diz delator

Valor repassado em 2012 teria como destino a campanha co então candidato à Prefeitura de Salvador
O prefeito de Salvador, ACM Neto, é acusado de ter recebido, em dinheiro vivo, R$ 1,8 milhão de caixa 2 da Odebrecht para financiar sua campanha para a prefeitura em 2012. As afirmações foram feitas pelo ex-diretor da Odebrecht na Bahia, André Vital.
Em sua delação, Vital declarou que, no primeiro trimestre de 2012, a pedido de ACM Neto, se reuniu com o então candidato seu escritório em Salvador, quando ACM teria pedido recursos para sua campanha. Na ocasião, o candidato indicou o empresário Lucas Cardoso como a pessoa responsável para administrar a entrega dos recursos.
Segundo o delator, uma parcela de R$ 400 mil foi oficialmente depositada na candidatura de ACM, mas a maior parcela foi acordada que seria repassada via caixa 2. “Comuniquei a Lucas que o valor aprovado era de R$ 2,2 milhão e que parte desse valor ia ser pago via caixa 2”, declarou Vital, que também disse ter apresentado provas de registros telefônicos sobre o acordo e os pagamentos, que viriam a ocorrer em quatro parcelas, em dinheiro.
ACM Neto, que na tabela de propinas da Odebrecht recebeu a alcunha de “Anão”, negou as irregularidades e disse que todos as doações que recebeu para sua campanha de 2012 à prefeitura de Salvador foram realizadas de forma legal, recebidas pelo partido – Democratas – e registradas na Justiça Eleitoral, como determina a lei. Ele acrescentou ainda que todas as suas contas de campanha foram aprovadas pela justiça eleitoral.
> http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/acm-neto-o-anao-recebeu-r-18-milhao-em-dinheiro-para-caixa-2-diz-delator/
Lucio Vieira Lima, o Bitelo, ganhou 1 milhão de reais via caixa 2

> https://www.msn.com/pt-br/esportes/video/lucio-vieira-lima-o-bitelo-ganhou-1-milh%C3%A3o-de-reais-via-caixa-2/vp-BBzNvJw

O deputado Federal Jutahy Magalhães (PSDB-BA) é um politico conhecido nos esquemas criminosos das empreiteiras ,ela é conhecido pelo apelido de "MOLEZA".
"Moleza"recebeu da Odebrecht ,algo em torno de R$ 850 MIL em PROPINAS ,segundo o delator Claudio Melo ,R$ 500 MIL ele declarou ao TSE e R$ 350 sumiu .

> http://tavares-falatudo.blogspot.com.br/2016/12/lista-da-odebrecht-deputado-federal.html

Delação da Odebrecht: José Carlos Aleluia é suspeito de receber R$ 300 mil via caixa 2
Inquérito cita que deputado também teria recebido doação legal de R$ 280 mil em 2014 para favorecer Odebrecht. 'Estou tranquilo e convicto de que procedimento vai ser arquivado', disse Aleluia.

> http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/delacao-da-odebrecht-jose-carlos-aleluia-e-suspeito-de-corrupcao-passiva-e-passiva.ghtml

Geddel, o Babel, tinha mesada fixa na Odebrecht
Ex-braço direito de Michel Temer e um de seus melhores amigos, o ex-ministro Geddel Vieira Lima tinha uma mesada fixada paga pela Odebrecht, segundo o delator Claudio Melo Filho; Geddel era chamado de "Babel" e sempre pedia mais dinheiro, segundo o delator; "Ele insistentemente alegava que nunca demos a ele o que ele acreditava representar", afirma Melo Filho; numa única obra, Geddel levou R$ 1 milhão; Geddel caiu – e fez Temer chorar ao pedir demissão – por tentar usar o cargo público para obter vantagens pessoais

> http://www.gentedeopiniao.com.br/noticia/geddel-o-babel-tinha-mesada-fixa-na-odebrecht/161076

ALMOFADINHA – Líder do PSDB na Câmara também está na lista a Odebrecht

http://www.bahiapress.com.br/almofadinha-lider-do-psdb-na-camara-tambem-esta-na-lista-a-odebrecht/

Nenhum comentário:

Postar um comentário