INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

sexta-feira, 18 de março de 2016

Andrea Matarazzo deixa PSDB com duras criticas após 25 anos de militância

                                                João Dória                      Andrea Matarazzo

Saída de Andrea Matarazzo do PSDB atesta moral cínica dos tucanos
O ex-líder da bancada do PSDB na Câmara dos Vereadores e membro do partido por 25 anos, Andrea Matarazzo, anunciou hoje sua saída. A alegação é de que não pode tolerar uma série de desmandos promovidos pelo grupo de João Dória e do governador Geraldo Alckmin na disputa municipal para a escolha do candidato à prefeitura.
As acusações são gravíssimas, como o uso de recursos do Governo do Estado de São Paulo, abuso de poder econômico, compra de votos, arregimentação de pessoas para votação, dentre outras denúncias. É incrível ver que, nesse momento de profunda crise política nacional, o PSDB se coloca como paladinos da ética e salvadores da pátria, ao mesmo tempo um dirigente histórico do ninho tucano sai da legenda justamente alegando práticas absurdas de corrupção.
Vale ponderar que há tempos o PSDB se vê metido em esquemas corruptos – compra de apoio para a reeleição, Furnas, privatizações, “tremsalão”, “merendão” e outros mais – e ainda assim Andrea Matarazzo não se mostrou tão indignado. A revolta veio quando as práticas escusas atingiram sua vontade de ser candidato a prefeito. De todo modo, é muito significativo tais denuncias partirem de onde partiram.
O PSDB não tem nada a ofertar ao país. Seu plano econômico é piorar o que o atual Governo Federal já faz de péssimo para o interesse dos trabalhadores. Eles querem com mais austeridade, arrocho e penalização dos mais pobres. Do ponto de vista ético, também estão esgotados, junto do atual sistema político.
O Brasil precisa enfrentar essa grave crise, mas a saída é pela esquerda e não mais à direita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário