INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

INFORMATIVO DAVID LOPES MACEDO

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Porque Jean Wyllys foi eleito melhor deputado federal do Brasil?


Eleito o melhor deputado federal por 3 anos consecutivos o deputado baiano de Alagoinhas Jean Wyllys eleito por o Rio de Janeiro é o mais injustiçado e perseguido da internet, por defender causas lgbts e de direitos humanos o deputado tem de conviver dia a dia com uma mentira sobre ele na internet, o deputado chegou a criar um site para desmentir absurdos como o de que queria alterar passagens da biblia, outras milhares de acusações é feita contra o deputado todas sem fonte e infundadas muitas compartilhadas por lideranças evangélicas, com tudo isso eu decidir compartilhar o texto improvisado do companheiro Lucas Mourão abaixo indicando porque o único deputado LGBT assumido do Brasil é tão perseguido e injustiçado.

Legalização das drogas (segurança pública, saúde pública, liberdade civil); regulamentação da prostituição/PL Gabriela Leite (Direitos trabalhistas e liberdade civil), Casamento igualitário (liberdade civil), Legalização do aborto (saúde pública, direitos da mulher), Extensão do regime domiciliar para grávidas e parturientes estudantes (saúde pública e educação), PL do parto humanizado e contra violência obstétrica (saúde pública, direitos humanos e direito da mulher), Inserção no mercado de trabalho de pessoas portadoras de deficiência (direitos trabalhistas), Inserção do tratamento de doenças raras no SUS (saúde pública), Instituição da Política Nacional Griô (cultura), Empresa Ficha Limpa (gestão pública), Alocação de banheiros para usuários de serviços concessionários (direitos humanos), Inclusão no calendário nacional de datas comemorativas o “Dia Internacional do Direito à Verdade” (direitos humanos e cultura), Adoção de preferência às empresas que tenham programas pró-equidade de gênero, identidade de gênero, orientação sexual e/ou raça/etnia, bem como projetos de inserção de idosos e idosas no mercado de trabalho como critério de desempate no processo licitatório (direitos trabalhistas, direito público, igualdade e direitos humanos), Alteração do Código de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados para incluir, dentre as condutas que atentam contra o decoro parlamentar, a contratação de empresas doadoras na campanha eleitoral pelo parlamentar beneficiado (reforma política), Adequação da legislação ordinária pátria às normas da Constituição Federal e de Convenções Internacionais assinados pelo Brasil, que tratam da proteção dos direitos das crianças e dos adolescentes em situações de trabalho (direito da criança e do adolescente), Instituição o Dia Nacional do Teatro Acessível (cultura), Estabelecimento da modalidade da caução em dinheiro na substituição do fiador em contratos de aluguel imobiliário e, em caso da escolha pelo seguro de fiança locatícia, garante ao locatário o direito de escolher qual empresa contratará (economia), Alteração do Estatuto do Idoso, para garantir que as entidades que desenvolvam programas de institucionalização de longa permanência exerçam suas funções de modo a preservar a dignidade dessas pessoas, respeitando-as independentemente de orientação sexual ou identidade de gênero (saúde pública, liberdades civis e direitos humanos), Facilitação ao cidadão estrangeiro que queira se naturalizar brasileiro a busca e entrega de documentos e certidões, reduzindo os problemas decorrentes do vencimento de certidões obrigatórias pela burocracia imposta ao processo (burocracia), Alteração do dispositivo do Decreto-Lei nº 1001 para abolir a competência da justiça militar para julgar civis em tempos de paz (direito humanos), Instituição da Política Nacional de Participação Social – PNPS e o Sistema Nacional de Participação Social – SNPS (Democracia), Cancelamento do reajuste de tarifas incidentes sobre combustíveis (economia), Estabelecimento do abuso de autoridade como um ato de improbidade administrativa e extingue o crime de desacato (gestão pública e minimalismo penal).

E eu não mencionei as CPIs, as diligências, as emendas parlamentares, as audiências públicas, as atividades de agenda, etc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário